fbpx

Implante ou prótese: entenda qual a melhor opção

implante ou prótese
4 minutos para ler

Ter um sorriso bonito faz toda a diferença na nossa vida pessoal e profissional. Dessa maneira, quem perdeu um ou mais dentes não precisa sofrer com essa condição, já que existem tratamentos de reabilitação oral direcionados para os mais diferentes casos.

Contudo, muitos pacientes ficam na dúvida se o melhor é implante ou prótese. Se você quer entender como funcionam esses dispositivos e as características de cada um, vai gostar de acompanhar este post. Continue a leitura e descubra as principais diferenças entre esses procedimentos!

Como funciona o implante?

O implante dentário tem o formato de um pino, que é fixado no maxilar e funciona como a raiz do dente. Por cima dele é colocada uma coroa, que tem o papel de um dente artificial.

A vantagem é que esse pino é de titânio, um material biocompatível. O que isso significa? Que a chance do nosso corpo rejeitar o dispositivo é baixíssima.

A pessoa pode colocar um implante unitário ou para vários dentes e pode voltar a sorrir, mastigar e até falar com mais segurança, além de realizar a higienização bucal normalmente. Isso porque esse material tem o mesmo aspecto, funcionalidade e resistência de um dente natural.

Como funciona a prótese?

Já as próteses, que podem ser de resina ou porcelana, vão substituir todos os dentes ou alguns deles e podem ser móveis ou fixas. As móveis são conhecidas como dentaduras e podem ser totais ou parciais. No cuidado diário, elas precisam ser retiradas para a higienização para que não acumulem alimentos e venham a causar problemas de saúde bucal e mau hálito.

Existem ainda próteses fixas, que são feitas quando o paciente ainda conta com alguns dentes na boca. Apesar de ser mais estável, a desvantagem está em ter que desgastar alguns dentes para sua fixação, visto que eles acabam servindo de pilar (apoio) para a peça protética. A limpeza bucal também fica um pouco mais difícil, visto que há mais facilidade em acumular alimentos embaixo da prótese fixa.

Existem ainda as próteses sobre implantes, como o protocolo e a overdenture que são fixadas, como o próprio nome indica, por cima de implantes.

Qual escolher: implante ou prótese?

Mas, afinal, como escolher o melhor tratamento? Confira as principais diferenças a seguir.

Durabilidade

Na questão durabilidade, sem dúvida, o implante dentário sai ganhando. Se a pessoa mantiver os cuidados de escovação e visitar o dentista regularmente, ele acaba sendo como um dente natural.

Custo

Quando se trata de custo, as próteses apresentam um valor mais baixo do que os implantes dentários a princípio.

Manutenção

Tanto o implante como a prótese exigem um comprometimento do paciente em relação às manutenções no dentista. No caso do primeiro, a consulta vai apenas avaliar as condições do dispositivo. Já no caso das próteses podem ser necessários fazer ajustes para não trazer incômodo ao paciente.

Qualidade de vida

Quando a pessoa coloca um implante, não fica despreocupada quanto a ele sair do lugar e causar algum constrangimento, pois ele é fixo.

A situação é diferente para quem usa próteses móveis: além de ter a chance de causar machucados na boca por conta de problemas de encaixe, a pessoa pode ficar mais insegura na hora de falar ou se alimentar em público com medo de que a peça se movimente.

Se você tem dúvidas sobre colocar implante ou prótese agora já tem as principais informações sobre esses tratamentos. Consulte um dentista especializado e descubra qual é o melhor para o seu caso.

Quer tirar mais alguma dúvida sobre esses tratamentos de reabilitação oral? Entre em contato com a nossa equipe de especialistas!

Você também pode gostar

2 thoughts on “Implante ou prótese: entenda qual a melhor opção

Deixe um comentário

Fale conosco
Enviar